conceptnova

Helping you to bring your concepts and ideas to life.

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Analfabetismo. Fator determinante para a dominação política econômica e social


Saber ler e escrever, expressar o pensamento ou idéias de forma objetiva e com clareza, seja oralmente ou através da escrita, e saber interpretar os fatos sempre foi muito importante. Entre outros motivos, porque essas habilidades permitem ao indivíduo se aprimorar e desenvolver melhor aquilo que se propõe realizar, abrem-lhe o acesso ao conhecimento, ao discernimento e ao raciocínio, libertando-o das amarras do desconhecimento ou da ignorância dos fatos que o cercam, e ajudam-no a evitar que se torne presa fácil daqueles que se servem da ignorância alheia para benefício próprio.

O analfabetismo limita o ser humano, fazendo-o sentir-se inferiorizado com relação aos que possuem certa instrução e incapacitado para realizar outras funções ou atividades que não as braçais. Por outro lado, certos setores, principalmente da classe dominante, aproveitam-se do baixo nível de instrução da população para exercer o domínio político econômico e social.

O analfabetismo e o baixo nível de instrução, que implicam também a falta de qualificação profissional, são entraves para o desenvolvimento de qualquer país. Enquanto a educação no Brasil não for prioridade da administração pública o país não sairá do impasse do atraso em que se encontra, permanecendo à margem da terceira revolução industrial e tecnológica.

Saber é poder. A existência de uma elite dominante e de uma dominada é determinada entre outros fatores pelo maior grau de conhecimento e instrução dos primeiros em relação aos segundos.

Abraços...

16 comentários:

  1. "O analfabetismo limita o ser humano, fazendo-o sentir-se inferiorizado"

    Concordo plenamente !
    mas muitos seres humanos limitam-se por opção!

    ResponderEliminar
  2. Sem falar que existe também o analfabeto funcional, aquele que sabe ler mas não consegue interpretar!

    Parabéns pelo post


    :***

    Beijos

    http://wanessalins.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. O pior problema que enfrentamos atualmente é o analfabetismo funcional: a pessoa lê mas não consegue interpretar. Parabéns pelo texto e por trazer esse debate à tona!

    Abraço

    ResponderEliminar
  4. A educação e´a porta do desenvolvimento...


    Parabéns pela postagem! =)

    ResponderEliminar
  5. o blog é sério, mas não deixa de ser bem humorado às vezes. então, acredito que não existem muitos esforços por parte de todas as adm. públicas em fazer mudar o aparato educacional brasileiro, sejam raras e pouquíssimas as exceções. no mais, há um problema maior aqui no Brasil, que é o da fome e o da miséria. como então, destinar fundos para educação se tanta gente morre de fome. Porém, sabe-se bem que dinheiro existe, há formas melhores para investi-lo que não seja necessariamente por meio de fundos assistencialistas. Só que nem isso funciona. Por vezes, o mesmo dinheiro que poderia libertar muita gente da prisão eterna da caverna é utilizado sobretudo em benefício próprio, sem condizer de fato com sua função pública.

    Abraço!

    ResponderEliminar
  6. Ah isso é tão importante viu....sou professor e sei da realidade q nosso país vive...um país q quer mais q seus jovens sejam ignorantes....e q continuem sendo iludidos por estes q estão no poder....

    ResponderEliminar
  7. Leste meus pensamentos?
    pois eu estava justamente pensando nisso estes dias, qndo imaginava oq será de nós na proxima eleição...fiquei pensando pq diabos tamanha enrolação do governo pra investir em educação...gasta-se mt mais por cada preso mantido nas celas do que por cada criança mantida nas escolas...
    dai a resposta me veio: dãr, claro! pq educação é poder! quem tem um pouco mais d einstrução ja consegue perceber qndo ta sendo feito d eidiota, e o governo nao tá nem um pouco a fim de abrir os olhos de quem quer que seja!
    tá, agora que eu ja cheguei à minha magnifica conclusao, eis que gastarei neuronios pensando numa possivel solução.

    ResponderEliminar
  8. E triste saber que tem muita gente que nem sabe ler!
    Abraço e sucesso com o blog!

    ResponderEliminar
  9. O pior é quem sabe ler e escrever , mais nunca pegou um livro prefere fica vendo bbb's e afins mais o analfabetismo em si parece que o governo esquece que a educação é a base para o ser humano!
    abraços

    ResponderEliminar
  10. É toltamente possível acabar com analfabetismo. Eu ainda me lembro do meu professor de história falando que paises menos desenvolvidos que o Brasil chegaram bem perto disso.
    Parece que até o Paraguai há muito tempo atrás, antes da guerra, chegou quase lá.

    Abraço :]

    ResponderEliminar
  11. Pior que esse analfabetismo formal, é o informal. Mais de 80 % das pessoas podem ler, e enteder palavra por palavra de um textom ,as mão entendem bulufas do que ele quer transmitir. É uma vergonha!

    abç
    Pobre Esponja

    ResponderEliminar
  12. Cara, isso vai muito do pensamento de cada um!
    É fácil a gente colocar a culpa toda no governo, de que o ensino é ruim. Mas temos que ver o outro lado, hoje em dia as crianças preferem ficar na internet conevrsando no MSN ao invés de ir para a escola !
    Os adultos não alfabetizados não tem vontade de estudar, independente do lugar que vive, hoje em dia temos escola no sertão, na roça, e daria para estudar, mas falta a vontade.
    Velho, quando flata vontade, falta tudo! Não adianta o País investir pesado na educação, se hoje em dia o povo não alfabetizados não tem vontade de estudar.
    E quem tem vontade se ferra, faculdades caríssimas, poucas universidades federais gratuítas, e assim vai..

    É isso.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  13. PARA OS ADMINISTRADORES PUBLICOS EM NOSSO PAÍS QUALQUER QUANTIA QUE SEJA DIRECIONADA PARA EDUCAÇAO NAO PASSA DE GASTOS, COMO EM QUALQUER NEGOCIO OS GASTOS DEVEM SER MINIMIZADOS QUNTO MENOS FOR DIRECIONADO A EDUCAÇAO MAIS MASSA DE MANOBRA ELEITORAL A CADA NOVA ELEIÇAO ELES TERAM PARA TRABALHAR

    ResponderEliminar
  14. Excelente texto. Concordo plenamente com tudo o que está escrito - aliás, você tem uma escrita tão boa quanto o teor do seu do texto :D

    Com relação ao anafalbetismo, são inegáveis os prejuízos que traz. Ou melhor, os benefícios que deixa de trazer. Por exemplo, o Japão, no pós-guerra, priorizou a educação, desenvolveu uma mão-de-obra super especializada e altamente qualificada. Educação, no caso japonês, trouxe preparo e alavancou a economia (apesar dos investimentos estrangeiros).

    Há outros exemplos, com o oda Coreia do Sul e da Finlândia, dois exemplares países, tratando-se de educação. Enfim, enquanto o povo achar que dinheiro (mesmo que contado) no bolso é tudo, vamos caminhando para o distanciamento das classes.

    Abraços, e muito bom blog. Voltarei! :)

    ResponderEliminar
  15. Your blog keeps getting better and better! Your older articles are not as good as newer ones you have a lot more creativity and originality now keep it up!

    ResponderEliminar
  16. A miséria da ignorância é fato prepoderante em nossom país.Façamos nossa parte, vamos aprender,aprimorar nossos conhecimentos e ensinar a classe menos favorável.

    Enoe Magalhães - Osasco - SP
    Estudante de Pedagogia (aposentada)

    ResponderEliminar

- DEIXE O LINK DO SEU BLOG, POIS POSSO VISITÁ-LO E, CONSEQUENTEMENTE, SEGUI-LO.
- Comentários anônimos não serão aceitos.
Abraços.

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.